Diocese de Cametá

Encerramento do Ano de São José na Diocese de Cametá-PA

Em 8 de dezembro do último ano, o Papa Francisco convocou para toda a Igreja o Ano de São José, em comemoração aos 150 anos da proclamação do santo como guardião universal da Igreja Católica. Junto ao Santo Padre, a Igreja na Diocese de Cametá prepara o encerramento deste tempo de graça voltado a refletir sobre o pai da Família de Nazaré.
A Santa Missa, presidida por Dom Altevir, acontecerá no dia 08/12, às 18h, na Catedral, Paróquia São João Batista.
Neste dia, todas as Paróquias da Diocese farão também, juntamente com seus fiéis, a celebração do encerramento do ano dedicado a São José. De modo especial as paróquias que têm por padroeiro nosso querido São José, a saber: paróquia São José das Ilhas, paróquia São José de Tucuruí e paróquia São José do Maracajá.
Uma das lições que nos deixa o Ano dedicado a São José é de que Deus se manifesta no cotidiano, através da simplicidade.
A Carta Apostólica do Papa Francisco, que nos ajudou a refletir sobre nosso querido São José, a Patris Corde, que significa “Coração de Pai”, e se refere a São José como “Pai amado, pai na ternura, na obediência e no acolhimento e pai com coragem criativa”. Os capítulos 1 e 4 da Carta apresentam três características de São José: a de um pai amoroso, aquele que provê as necessidades da família e aquele que acolhe o projeto de Deus. Que estas características sejam imitadas por todos os pais das comunidades de nossas paróquias, e que todas as famílias sejam iluminadas pelo exemplo de amor que São José nos deixou.
Queridos missionários e missionárias, lideranças das comunidades, é bom relembrar aos fiéis que por ocasião desde ano dedicado a São José, o Papa Francisco, concedeu a Indulgência Plenária para ser obtida durante este período. A indulgência plenária está presente em nossa Igreja Católica, como ato de reparação dos erros, perdão dos pecados, especialmente através da confissão, comunhão Eucarística e oração pelas intenções do santo Padre. Recomendações para alcançar as indulgências:
• Indulgência Plenária para aqueles que meditarem durante pelo menos 30 minutos a oração do Pai Nosso. Tendo em vista que São José foi um homem de genuína fé, que convidou a redescobrir a relação filial com o Pai e, por isso, ajudando o fiel a renovar a fidelidade à oração e responder a vontade de Deus.
• Indulgência Plenária para aqueles que, a exemplo de São José, fizerem uma obra de misericórdia corporal ou espiritual. Tendo em vista que São José é reconhecido, no Evangelho, como homem justo; a virtude da justiça é praticada de forma exemplar por Ele em completa adesão à lei de Deus, que é a lei da misericórdia.
• Indulgência Plenária para aqueles que recitarem o Santo Rosário em família ou entre namorados. Tendo em vista o protagonismo da vocação de São José como guardião da Sagrada Família e protetor da Bem-aventurada Virgem Maria e Nosso Senhor Jesus Cristo.
• Indulgência Plenária para aqueles que rezarem diariamente, oferecendo suas atividades laborais à proteção de São José e para os fiéis que invocarem com a oração a intercessão de São José no título de Artesão (ou Operário), por aquelas pessoas que precisam encontrar um emprego e trabalho decente. Tendo em vista o título de São José como Artesão (ou Operário) instituído pelo Servo de Deus, Papa Pio XII em 1 de maio de 1955.
Para reafirmar a universalidade do patrocínio de São José na Igreja, em adição às práticas mencionadas acima, a Penitenciária Apostólica concede Indulgência Plenária ao fiel que recite qualquer oração legitimamente aprovada ou agir nas piedades em honra a São José, especialmente nas celebrações de 19 de março, 1º de maio, nas
festas da Sagrada Família, ao dia de 19 de cada mês e a cada quarta-feira, dia dedicado à memória do Santo, segundo a tradição Latina.
No contexto da emergência sanitária de saúde, pela qual passa o mundo, o dom da Indulgência Plenária é especialmente estendido para os idosos, doentes, moribundos e todos aqueles que por legítimas razões são incapazes de sair de casa. Estes recitarão um ato de piedade em honra de São José, oferecendo com fé a Deus a dor e todo o seu sofrimento.
Que todos os fiéis, através de nossas paróquias e comunidades, possam ser incentivados para participar do encerramento do Ano dedicado a São José.

São José, rogai por nós!


+ José Altevir da Silva, CSSp
Cametá, 07/12/2021